A Mídia Social em 2014

A mídia social continua crescendo, atingindo uma cada vez maior audiência na web e os especialistas em marketing estão ocupados em captar como tirar a melhor vantagem de tudo isso.

As empresas estão abraçando a revolução do marketing social em benefício do que ela oferece: engajamento de marca, 24 horas por dia, 7 vezes por semana ter acesso ao sentimento do consumidor e a capacidade de levar lealdade aos consumidores e direcionar vendas.

Como resultado, a social mídia está se transformando numa significante parte da verba de marketing distribuindo-a em agências terceirizadas. Como os profissionais asseguram consistência da marca pela rede e campanhas digitais? Como é o staff e a organização de um time em uma área em crescimento? De onde a verba deveria vir e o quanto deveria ser gasto? Provavelmente e o mais importante de tudo: como o ROI pode ser medido e amarrado a outras métricas e programas?

De acordo com a Wild Fire, empresa especializada em social mídia adquirida pela Google e a Ad Age especialista em estratégia de conteúdo , realizaram um estudo exclusivo da mídia social e as mudanças no marketing, feito com mais de 500 executivos de diversos portes de empresas, cujas respostas correspondem a mais de 50% de companhias com 1bilhão ou mais de verba anual.

Interessante é que 16,5% dos entrevistados acreditam que suas empresas tem feito um excelente trabalho inovativo, enquanto 48% afirmaram que fazem um bom trabalho mas ainda não “chegaram lá”. 27% disseram que as iniciativas estão apenas começando.

O ponto em que estamos agora é que é mais uma questão do “por que” não apenas “pois todo mundo faz”, de acordo com Thom James, o social mídia responsável pela agência de comunicação Isobar. Ele acrescenta: “No início, todos se empolgaram com o novo brinquedo chamado mídia social”, quando ainda não havia muito peso dentro dos negócios “Vamos solucionar grandes mudanças nos negócios”.

O referido estudo será aprofundado nas postagens posteriores, acompanhe.