O que os profissionais do marketing tradicional pensam sobre mídias sociais

Durante os primeiros anos das mídias sociais, especialistas questionavam a adequação das redes sociais nas estratégias tradicionais com os esforços de marketing de outras mídias, já que nas redes sociais os usuários dizem o que quiserem sobre as marcas, perdendo o controle sobre sua mensagem. O marketing tradicional busca controle sobre o conteúdo em torno da mensagem, mas a mídia social permite que qualquer um diz tudo o que eles quiserem sobre a marca.

Mas algum tempo já se passou e agora, em 2014, essa antiga preocupação já foi suplantada pela atenção em fazer o social marketing bem feito. Para isso, fundamental ter foco em:

# Manter um alto nível de audiência engajada, enquanto isso se sobrepõe a importância aos baixos índices de postagens negativas deslocadas. O que se pensa agora não é mais “será que eu devo”, mas sim, “como fazer”. Também estão preocupadas em reduzir o controle sobre a marca na mídia social e se concentram mais em sustentar um contínuo engajamento.

# 42.2% responderam que mídia social apresenta o engajamento.

# 11% aumentou o entendimento entre empresa e consumidores.

# 10% aumentou a lealdade com a marca.

#8% faz a empresa estar dentro do seu tempo.

O VP de conteúdo e entretenimento na Unvision Radio esclarece: “Nós procuramos aumentar o número de fãs e seguidores, mas ter mais fãs engajados”.

Caso de Estudo: Glamour

Glamour é uma revista, uma das marcas mais populares do Google+ com 2,5 milhões de fãs, descobriu que os usuários gastavam 6.8 bilhões em beleza, ao ano. Criou Hangouts com demostrações de produtos de beleza e reportagens em vídeo chats que levam ao canal do Youtube.

Tal formato possibilitou que o produto fizesse parte da história e tornou o conteúdo social que os anunciantes poderiam distribuir em seus próprios canais sociais.

Resultados: Em 30 dias os usuários que visualizaram a ação consumiram mais do que 300mil minutos, 12 milhões de impressões entre vídeos, anúncios de display e busca. Aprofundou o relacionamento entre ambos: leitores sociais e anúncios pagos.