Plataformas sociais estão usando vídeo para capturar a atenção do público

Facebook, Snapchat e Twitter estão capitaniando terras em mares “nunca dantes navegados”  para  capturar a atenção dos usuários através de conteúdo de vídeo, na esperança de impulsionar uma maior parcela das receitas de anúncios de vídeo digital com formatos de anúncios familiares, como pré-roll e mid-roll.

“Os consumidores – especialmente os jovens – estão vendo programas de vídeo em mais dispositivos e em mais destinos do que nunca, e as plataformas sociais querem capturar sua atenção”, disse Debra Aho Williamson, analista principal do eMarketer e autora do novo relatório, “Video Advertising Em Social Media 2017: Showtime para Facebook, Snapchat e Twitter. ”

A publicidade em vídeo tornou-se um importante fluxo de receita para mídias sociais. O negócio de anúncios de vídeo digital mais abrangente é algo bastante desejado por quase todas as empresas proprietárias de sites de redes sociais.

A eMarketer prevê que os investimentos em anúncios de vídeo digital dos EUA fora das plataformas sociais chegarão a US $ 13,23 bilhões este ano, um aumento de 23,7% em relação a 2016. Em 2021, os gastos chegarão a US $ 22,18 bilhões. US Digital Video Ad Spending, 2017-2021 (bilhões,% de variação e% do total de gastos de anúncios digitais). O eMarketer não inclui desembolsos de vídeo em plataformas sociais em sua previsão de gastos de anúncios de vídeo digital, em vez disso, contando-os na previsão de rich media.

Rich Media, que será um mercado de US $ 10,33 bilhões nos EUA neste ano, inclui tipos de anúncios como flash, JavaScript e vídeo que não aparecem como parte de um player de vídeo. Empresas como o Facebook “sabem que seus usuários têm um apetite cada vez maior por conteúdo de vídeo e estão ativamente fazendo um jogo para dólares de marketing de marca que tradicionalmente irão ao vídeo on-line ou as compras de TV de transmissão”, disse Todd Silverstein, chefe de marketing de desempenho dos EUA na Edelman.

Embora o Facebook tenha bolsos profundos e uma audiência enorme, seu sucesso não está de modo algum seguro. Os consumidores hoje não vão lá para assistir a shows. Assim, o Facebook deve mudar seu comportamento ao oferecer uma ótima programação e uma plataforma de vídeo vencedora.

Enquanto isso, os “Shows” do Snapchat são bastante curtos, beneficiando sua posição como um lugar para conteúdo criativo e rápido para os jovens. As redes de TV são os principais parceiros de programação, e os anúncios usam o formato de vídeo vertical familiar da Snapchat.

No entanto, muitos anunciantes ainda não se sentem confortáveis ​​com a criação de anúncios de vídeo no Snapchat. À medida que a empresa continua a lançar programação, o desafio será convencê-los a desenvolver seu formato único.

O Twitter está confiando em suas raízes em tempo real, enfatizando o conteúdo de vídeo ao vivo e baseado em eventos. Como o Snapchat, o Twitter se tornou um formato familiar – seu programa amplificador de parceiros de publicações de vídeo – para entregar anúncios em seus novos shows. A empresa tem muito em suas iniciativas de video, devido ao seu crescimento do usuário e ao declínio resultante nas receitas de anúncios.

plataformas sociais usam vídeo para caturarem a atenção do público